REGRAS PARA SE FAZER O POEMA VARANO

terça-feira, 26 de março de 2013

DEVASTAÇÃO (varano)



Uirapuru
Mandacaru
Tem tua cor...
Fruto do amor
...Do meu sertão!

Cantas saudoso
E ele é gostoso...
Por dentro é branco
Como o teu canto
...De solidão...

Teu canto é sorte
Que ecoa no norte!
Vermelho o fruto
De espinho bruto
...Colore o chão!

A correr risco
A ver confisco
Grita socorro!
Já não há forro
...Na aluvião!

Na mata há queima
E o homem teima...
Destrói floresta
Tudo o que resta
...Sem compaixão!

É fauna... É flora
Que canta e chora
Sem mais voar...
Sem mais lugar...
...DEVASTAÇÃO!