REGRAS PARA SE FAZER O POEMA VARANO

sábado, 7 de maio de 2011

Lua-Mulher


Alegram-se os botões, a rosa, a flor,
Quando tu passas lépida e serena,
Recebes um sorriso da açucena
E esbanjas teu perfume com ardor!...

Alegra-se o meu peito ao ver passar
Teu vulto encantador, Lua-Mulher!
Beija-me solidário um mal-me-quer,
Deliro junto aos lírios por te amar!

Nesse frescor que exalas ao andar,
Não imaginas nem que eu te desejo,
Nem que o amor maior agora ensejo,
Só para eternamente te ofertar!...