REGRAS PARA SE FAZER O POEMA VARANO

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Saudade

Saudade, saudade tua
tão grande que me dá medo!
Vejo teu rosto na Lua
mas não vejo teu segredo...
Vives bem longe da rua
não sei onde se situa
tua morada, teu enredo...
A vontade perpetua
de ver-te bela e tão nua
mimosa como um brinquedo...