REGRAS PARA SE FAZER O POEMA VARANO

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Janela

Vou pra janela...
De lá o mundo é mais calmo
não tem carros, não tem bois
não tem fidalgo ou escravo...
Vejo as horas sem pensar
não tenho muito a olhar
só o retrato do mundo
que passa a cada segundo
e não posso segurar...
Vou pra janela
olhar...