REGRAS PARA SE FAZER O POEMA VARANO

domingo, 24 de março de 2013

ENQUANTO DORMES (mais um poema varano, estilo criado por Ineifran Varão; veja regras abaixo)


ENQUANTO DORMES

Enquanto em sono
Qual no abandono
Das tuas mazelas
Abro as janelas
... Para te olhar...

Anjos de luz
Tomam-te a cruz
Embalam sonhos
Os mais risonhos
... Do teu sonhar!

Que o teu encanto
Escute o canto
Que canto agora
E que a essa hora
... Vem-te ninar!

Doce figura
Trazes candura
Que em mim se inflama
Pois que derrama
... Do teu olhar!

Dorme, ó meu anjo
Serei o arcanjo
A proteger-te...
Em sutil flerte
... Fico a te amar!

*
REGRAS E ORIENTAÇÕES para se escrever o poema VARANO:

1 – O poema Varano, criado pelo poeta Ineifran Varão, em janeiro de 2013, é composto por um mínimo de 2 estrofes de 5 versos cada uma e o máximo de 10 estrofes, distribuídas na sequência das seguintes rimas, que são fixas nas suas posições: aabbc + ddeec + ffggc+ hhiic+jjkkc+llmmc+nnooc+ppqqc+rrssc+ttuuc
2– A sílaba tônica exigida é na posição 4 (4ª sílaba poética). As demais tônicas são livres, porém, obedecendo à métrica do poema, que é quadrissílabo (ou tetrassílabo).
3– As palavras rimadas não se repetem na mesma estrofe, e nem mais que duas vezes, ao longo de todo o poema.
4 – O 5º verso de cada estrofe vai rimar com o 5º verso da próxima estrofe, devendo ser precedido de reticências, completando o sentido da estrofe, e a última estrofe deve concluir o tema; a rima do 5º verso não deve coincidir com as rimas dos outros versos da estrofe.
5– O tema a ser narrado ou descrito fica a critério do poeta.

Obs.:As 4 rimas casadas duas a duas, de cada estrofe, podem se repetir, porém, com palavras diferentes, e não mais que duas vezes, se for a mesma palavra, ao longo das estrofes, sendo, entretanto, desejada a não repetição demasiada dessas rimas.

Exemplo: As rimas de uma estrofe que forem ia/ia+eu/eu podem aparecer em outra estrofe, mas com palavras diferentes ou, como dito acima, no máximo duas vezes a mesma palavra ao longo de todas as estrofes:
... Maria/valia+cedeu/perdeu e em outra estrofe ... Sabia/descia+meu/seu.
‘VARANO’ – The poem

1 - Varano is a poem created by the Brazilian poet Ineifran Varão in January 2013. It consists of a minimum of two stanzas of five lines each and a maximum of 10 stanzas, distributed in the following sequence of rhymes, which are fixed in their positions: aabbc ddeec ffggc hhiic jjkkc llmmc nnooc ppqqc rrssc ttuuc
2 - The stressed syllable is required at position 4 (4th poetic syllable).The other stressed syllables are free, obeying the metric system though.
3 - Rhyming words do not repeat the same verse, and no more than twice throughout the poem.
4 - The 5th verse of each stanza will rhyme with the 5th verse of the next stanza and must be preceded by an ellipsis, completing the meaning of the stanza and the last stanza to complete the theme, the rhyme of the 5th verse should not coincide with the rhymes of other verses of the stanza.
5 - The theme to be narrated or described is at the discretion of the poet.

Note: The 4 pairs of rhymes in each stanza may be repeated, but with different words, and no more than twice, in case of the same word, throughout the stanzas. Avoid too much repetition of these rhymes.