REGRAS PARA SE FAZER O POEMA VARANO

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Nossas Vidas

















Abri minha janela para o mundo,
De longe vi você me acenando!
Hoje seguro a mão que, tremulando,
Sinalizava amor, e amor profundo!

Lembro do seu sorriso espontâneo,
Do jeito inda sapeca que trazia,
De como veio a mim sem fantasia,
Na química do amor tão simultâneo!

Agora de mãos dadas nos caminhos,
Vamos levando juntos nossas vidas,
Sem dores e sem mágoas ressentidas...

E entre jardins floridos sem espinhos,
Nós edificaremos nosso ninho,
Onde nos amaremos sem medidas!