REGRAS PARA SE FAZER O POEMA VARANO

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Um sonho bisonho

Num sonho perdido
Sonhei ser amado!
Depois acordado
Sem ter esquecido,
Olhei para o lado
E não vi ninguém...

Busquei em alguém
Um sonho emprestado
Por mim já sonhado
E fiz-me refém!...

Voltei a dormir
E então o outro sonho
- Um sonho bisonho
Me veio a afligir!

Levou-me a estima
As luvas, esgrima...
Levou minha alma
Levou minha calma
Levou-me o porvir!...

O sonho bisonho
Deixou-me tristonho
Levou as lembranças
De amores e danças
E nem esperanças
Deixou-me a sentir...