REGRAS PARA SE FAZER O POEMA VARANO

sexta-feira, 20 de maio de 2011

O toco do leite






Image from Panoramio






Viva, viçosa e bela
Verde, vistosa foi ela
A árvore que agora é morta
Compôs um dia a aquarela
De cores tantas, não importa,
Foi verde, foi amarela
Foi sombra e foi deleite
Aos passantes do caminho...
Hoje o que sobrou dela
Não cabe sequer um ninho
Não serve nem como enfeite
Ex-viva, ex-viçosa e bela
É um galho torto e sozinho
É um toco só, sem vizinho
Mas mesmo morto dá leite!...