REGRAS PARA SE FAZER O POEMA VARANO

sexta-feira, 13 de maio de 2011

As águas não voltarão

                                                  Image from Panoramio
Nos rios de minha vida
Em águas que me banhei
Deixei rios de alegria
Em troca trouxe a saudade...
As águas se misturaram
Segui sem perder o rumo
Sem nunca sair do prumo
Fiel a toda verdade!...

Nadei muito e mergulhei
Em águas de correnteza
Vivi naquela beleza
Bebi da seiva da vida!...
Em terras de lá distantes
Revejo em minha lembrança
Arquivos que são herança
De infância nunca esquecida...

Daquela simplicidade
Daquele tempo de paz
Que ainda o tempo me traz
Dos rios que mergulhei,
Ficaram marcas perenes
Tomadas como lição...
- As águas não voltarão
Dos rios onde eu nadei!...