REGRAS PARA SE FAZER O POEMA VARANO

domingo, 29 de maio de 2011

Andanças - Almas claras


Imagem do Google
Minhas andanças que me guiam longe
Em meus caminhos só plantaram flores!
Dos descaminhos deixei longe as dores...
Nada me afeta, nada mais me ronge!

Das almas claras a distância faz
Desvanecer, mas não morrer de todo
O que a lembrança não cobriu de lodo
E sem engodo me devolve em paz...

Das almas claras que encontrei distante
Faria efígies a enfeitar a estante
Mas coloquei-as ao tocar da mão...

As amizades que distante herdei
Florescem hoje onde bem plantei...
No coração do mais distante irmão!