REGRAS PARA SE FAZER O POEMA VARANO

domingo, 3 de abril de 2011

Lua aveludada


Mente entrelaçada
Braços esticados
Busca inexorável
Riso em descalabro
Síntese entubada
Túnel do futuro
Êxtase velado
Fuga enluarada
Para o amor mais puro!...

Dor continuada
No desejo ardente
Desse amor seguro
Mente enfeitiçada
Guardo-te latente
Lua aveludada
Misteriosa amada
Meu melhor presente!...