REGRAS PARA SE FAZER O POEMA VARANO

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Lua que seria minha

Vi uma Lua lá no céu flutuando
Do tamanho de um anjo ou pouco menos
Ela sorria um sorriso brando
E assemelhava-se ao planeta Vênus

Trazia uma escolta de estrelas
Que ofuscava a todos com seu brilho
Anjos voavam em volta ao recebê-las
Cantando um cântico com estribilho!

Ousando aproximar-me dessa Lua
Vesti-me em sol para chegar mais perto
Minha intenção não era a mesma sua
- Lhe entregaria meu coração aberto!

Veio um cometa então e irrompeu
Levando a Lua que seria minha
Tirou-me a voz, meu coração sofreu...
Deu-me a tristeza que eu inda não tinha!...