REGRAS PARA SE FAZER O POEMA VARANO

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Mensagem

Pois é, vou confessar-te, penso muito em ti,
lembrando, com saudade, uma paixão vivida...
Chego a pensar na sorte de encontrar-te aqui
e como em muitas vezes, chamar-te querida...

Penso em formar um par, como num sonho em vida,
sentir o teu perfume, como um dia senti;
de Orfeu cantar os cânticos que um dia ouvi;
cobrir-te no prazer dessa paixão contida!

Não sei por onde andas... não te vejo há tempos;
mas... mando essa mensagem feita à moda antiga,
nascida ao mesmo tempo em que esse amor nasceu:

São meus os desenganos, meus os contratempos...
E teus... meu ombro amigo, minha mão amiga

E o coração que, em mim, por ti... sempre bateu!...