REGRAS PARA SE FAZER O POEMA VARANO

sábado, 13 de novembro de 2010

Amor de Caboclo

Montei na égua Branquinha,
voei de dentro da baia,
para alcançar Mariquinha
- só vi a ponta da saia!

Me embrenhei naquele mato
sem nem saber o caminho
fui seguindo o meu olfato
em busca daquele ninho.

Ligeira e bem despachada,
Mariquinha, meu amor,
já me esperava deitada...
debaixo de um pé de flor...